ZAKOPANE E MONTANHAS POLONESAS

Texto e fotos de Krzysztof Syrycki

Revisão do texto de Ana Maria Koprowski Garcia

Zakopane é a capital das montanhas Tatry. A cidade localiza-se nas margens do rio Zakopianka, a 110 km de Cracóvia, perto da fronteira com a Eslováquia. Fundada no ano de 1670 pelo rei polonês Michal Korybut Wisniowiecki, Zakopane é hoje um verdadeiro centro turístico, apesar de ter somente 30.000 habitantes fixos. É também a cidade polonesa mais alta, situada entre 830 e 1.000 m acima do nível do mar. Na rua principal, Krupówki, ficam as sedes de numerosas instituições, restaurantes, pastelarias, cafeterias e lojas. O lugar mais importante depois da Krupówki é o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, na Rua Krzeptówkach.

A cidade, que se tornou o centro da cultura polonesa, foi habitada por poetas, arquitetos, pintores, escultores e outros artistas. No século XIX, o senhor Stanislaw Witkiewicz Pai fundou aqui um novo estilo de arquitetura polonesa, o Estilo Zakopianski, com casas de madeira muito características.

Os habitantes das Montanhas Tatry são os Górale, que, etnicamente falando, não eram poloneses, mas apenas assimilaram o idioma e a cultura polonesa. O povo Górale é uma mistura da etnia de Wolosi (primos dos habitantes da Romênia, onde se falava o românico, uma língua latina, os quais habitavam os Bálcans e emigraram para o norte, na direção da Polônia e da Ucrânia). Os Wolosi eram pastores e se casaram com mulheres eslavas, perdendo seu idioma original.

Hoje as montanhas próximas de Zakopane, especialmente o pico Giewont com 1894 m, atraem as pessoas para excursões e peregrinações. Em 1903 foi instalada no Giewont uma grande cruz com quinze metros da altura, como símbolo religioso da fé polonesa.

Outros picos nas Tatry polonesas são: Kopa Kondracka (2005 m acima do nível do mar) e Kasprowy Wierch (1987 m). Mas o pico mais alto das Tatry na Polônia é o Rysy, com 2499 m e, na Eslovaquia, o Gerlach, com 2655 m. As Tatry são menos elevadas do que os Alpes, mas são as montanhas mais importantes da Eslováquia e da Polônia e fazem parte dos Montes Cárpatos. A natureza nessas montanhas é única e apresenta paisagens magníficas.